Conferencista Internacional.

Foto by Terry Border
Analisando o meu currículo eclesiástico, achei que ele estava meio caído. Não sou adepto da unção extravagante, não tenho intimidade com os anjos e nem eles me cutucam. Sou liso, então não rola “sapato de fogo” por falta de durabilidade – depois do culto vira “sapato de cinzas”, e como só tenho dois…
Resolvi então dar o up grade que o pobrezinho estava precisando. A partir de hoje, sou Conferencista Internacional.
Motivos não faltam. Primeiro, é um nome muito chique, digno de cartão de visita em letras garrafais. Imagine a cena:

Um cara (eu) vai andando pela rua e encontra um amigo (figurante) que não vê a muito tempo.
– Olá, meu irmão, quanto tempo!
– A paz, irmão Alcir, o que andas fazendo?
– Bem, nada demais (Alcir faz cara de humilde), agora eu sou CONFERENCISTA INTERNACIONAL (Alcir pega um cartão de visita, e entrega, com um sorrisinho besta).
– OOOOhhhhh!

Fim da cena.
Puxa, vai ser muito legal! Mas… sei que alguns devem estar imaginado que falta alguma coisa para eu sê-lo. O fato de nunca ter ministrado em uma conferência, muito menos internacional, pode ser uma dificuldade.
O lance é que ainda não perceberam que eu sou um tipo melhorado de conferencista. Presta atenção:
Segundo o dicionário Michaelis, conferencista é uma“pessoa que faz conferências”. E conferência é a “ação de conferir”. Logo, se tem um cara conferencista sou eu, que sempre vou atrás de conferir o embasamento, a referência, a procedência dos discursos e sermões que ouço. Aprendi isso com os irmãos de Beréia ( Atos 17.11), e só não transcrevo a passagem para incentivar você começar a sua promissora carreira de conferencista também.
E internacional, é porque a minha ação de conferir não está limitada ao Brasil. Simples assim.
Por sinal, soube que as vagas para conferencista estão abertas. Para o tipo melhorado. Soube também que é por tempo limitado.

“Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará.” Hebreus 10.37

4 thoughts on “Conferencista Internacional.

  1. Olá, Alcir!

    Rastreei vc pelo comentário lá na Vera rss

    E olha, não perdi meu tempo não, pois simplesmente amei a crítica inteligente e bem-humorada:)

    Já me tornei fã dos seus escritos tendo lido apenas unzinho rsss

    Abs,

    R.

  2. Regina, obrigado.

    Fiquei muito feliz com o seu comentário.

    Dá vontade de continuar escrevendo, de compartilhar as coisas que pensamos.

    Valeu, e pode passar por aqui sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *