Evangelho “Lua de Cristal”


Domingo a noite. Encaminho-me para o culto. Sempre que vou para igreja, gosto de colocar na rádio evangélica, na esperança que os louvores irão tornar o trânsito menos estressante, e que chegarei lá com um estado de ânimo mais propício a adoração que o meu habitual mau-humor após dirigir.

Fiquei ainda mais feliz por que na hora em que liguei o rádio estava sendo transmitido um culto ao vivo de determinada igreja, bem na hora da pregação. Massa! Mas, infelizmente, alegria de pobre dura pouco…

Tudo pode ser, se quiser será
O sonho sempre vem pra quem sonhar
Tudo pode ser, só basta acreditar
Tudo que tiver que ser, será”

O pastor está falando sobre fé para ter uma vida vitoriosa. Cita exemplos de pessoas que acreditaram em si, se esforçaram, e chegaram onde queriam. Minha cabeça começa a fervilhar com uma pergunta: “fé em quê? Em quem?”.

O que está sendo pregado afinal? A fé em Cristo, o evangelho, a Boa Nova de salvação, ou um bando de besteirol motivacional? Infelizmente, a segunda opção. Frases de efeito estão mais pra “Lua de Cristal” do que pra Evangelho do Reino. É uma pregação para agradar multidões, encher o templo, e que não tem a menor aplicação prática. A falta de poder deste evangelho é o simples fato de que ele não é real! Não é esta a promessa que o Senhor deixou para a Sua Igreja.

Não estou dizendo que é, em si, errado tentar motivar as pessoas. É errado fazer isso dizendo que é a Palavra de Deus. Com isso, gera-se uma geração de crentes enganados, em conflito com a fé quando perceberem que a vida cristã real não é como lhe havia sido apresentado.

O evangelho é contundente: quer um teste simples? I Co 2.14 diz :”Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” Se os desejos do homem natural são plenamente atendidos pelo evangelho que é pregado, o versículo acima fica sem sentido, pois a Palavra de Deus afirma que o homem natural não compreende o Evangelho, pois este lhe parece loucura.

Porém, qualquer homem natural há de achar insano a pregação que diz: renuncie a si mesmo, pegue a sua cruz e venha.

“Vamos com você
Nós somos invencíveis, pode crer
Todos somos um
E juntos não existe mal nenhum

Criou-se nos últimos anos a ideia de que crente com o Espírito de Deus não passa por sofrimentos. Eu queria saber de onde que tiraram esta conceituação. Afinal, o livro de Jó não trata justamente sobre isso? Jesus não avisou a Pedro que Satanás haveria de peneirá-lo como trigo ( Lc 22.31)? O dia mal irá vir, mais cedo ou mais tarde, daí a necessidade de estarmos preparados para resistí-lo (Ef. 6.13).

Lua de cristal
Que me faz sonhar
Faz de mim estrela
Que eu já sei brilhar”

Pra finalizar a mensagem o preletor conta uma historinha sobre o vagalume que brilhava e a cobra que tinha inveja do seu brilho, cita uma frase que leu em um carro (um aqueles adesivos gospel): “eu não morro de inveja, mas mato muito de inveja”. E além de citar uma frase como esta, ainda tem a falta de senso de pedir para o público presente que a repetisse para o irmão do lado.

Como pode uma cegueira tão absurda como esta??? Um sentimento profundamente anti-cristão está permeando toda a frase. Como assim, fazer algo com a intenção de matar alguém de inveja? Como assim, incentivar a vanglória humana, a nojenta e abjeta vaidade do homem, o orgulho a prepotência de quem se acha melhor que o outro baseado naquilo que ele tem? Que monte de esterco é esse que vendem como se fosse o Evangelho? Como assim?

Meu coração se parte de raiva e impotência por ver o evangelho rebaixado a este ponto. Isso não é Evangelho!!! Não foi por isso o sacrifício de Jesus!!!! Jesus morreu, sorveu cada gota do cálice da Ira de Deus para que o meu pecado não me aniquilasse, por misericórdia, por causa do amor por mim, mesmo eu sendo uma criatura repulsiva de pecado ante os Seus justos e santos olhos. ISSO é a Boa Nova de Jesus: você e eu merecemos o inferno, mas Ele nos livra por amor do Seu Nome. Ele é o único digno de adoração. ESTE é o Evangelho de Jesus.

Parem de macular a glória de Deus com desejos mesquinhos e baixos. Deus não é o cara lá de cima que vai te dar tudo o que você quiser. Ele é Deus e não você.

Aproveito para deixar um vídeo onde o Evangelho é pregado, sem subterfúgios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *